quinta-feira, 10 de abril de 2008

Foca-monge-mediterrânica

A foca-monge-mediterrânica (Monachus monachus) ou lobo-marinho é um dos membros da família das focas mais ameaçada do mundo, este robusto animal apresenta uma coloração castanha-acinzentada, Alimenta-se de animais que captura na água, como polvos e peixes. Para além de serem predadores, são também presas de outros predadores maiores como é o caso da orca e dos tubarões. Inicialmente, a população desta foca era muito numerosa, distribuindo-se por todo o mediterrâneo e por algumas zonas do Oceano Atlântico.
A primeira vez que os portugueses viram as focas-monge foi quando João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira descobriram a ilha da Madeira. Nessa altura, os portugueses acharam este animal estranho e deram-lhe o nome de lobo-marinho. Hoje em dia, os indivíduos sobreviventes á expansão Humana no arquipélago concentram-se em pequeno núcleos nas ilhas desertas da mesma.









3 comentários:

MarianaSoares disse...

Quando tive na Madeira, fiz uma excursão ás ilhas desertas de barco e vi um casal destas focas, São mesmo giras!

Rita Machado disse...

Elas focas são um espectáculo!

Anónimo disse...

Fauna ibérica ou fauna portuguesa? Pois a Madeira não faz parte da Península.. Pertence àquilo que se chama Macaronésia